Comprar carro usado: dicas para fazer um bom negócio

comprar carro usado
Os carros usados, quando se encontram em um bom estado, apresentam diversas vantagens para quem quer investir um pouco menos na compra de um veículo. Para fazer um bom negócio, entretanto, é preciso estar atento a alguns detalhes.

Veja, abaixo, algumas dicas que separamos para que você faça uma ótima aquisição!

Teste o carro antes de comprá-lo

Apesar dessa prática ser bastante comum em todos que desejam adquirir um veículo, ela é ainda mais importante quando a compra em questão é de um carro usado. Apenas dirigindo por alguns quilômetros é que o motorista conseguirá perceber os pontos positivos e negativos do carro, por isso, certifique-se de não pular essa etapa.

Além disso, pergunte pela possibilidade de testar o carro por mais tempo, durante dois ou três dias, por exemplo. Dessa forma, você poderá fazer uma avaliação mais detalhada e ter ainda mais certeza para fechar o negócio.

Saiba quais são os carros que estão em desuso

Alguns carros podem apresentar um preço abaixo do mercado, mas antes de se animar com esses valores, o ideal é pesquisar se o modelo não está caindo em desuso. Normalmente, veículos de cores muito chamativas ou de valores muito altos tendem a depreciar rápido, por isso, avalie também essas informações antes de adquirir seu carro.

Lembre-se que, quanto mais ele desvalorizar, mais difícil será conseguir vendê-lo por um preço justo no futuro.

Pesquise os preços em diversas cidades

Muitas pessoas não sabem, mas o preço dos veículos varia muito de uma cidade para outra, por isso, pode ser um bom negócio viajar para comprar um carro. De acordo com a tabela Molicar, que é usada como referência para o preço dos veículos, comprar um carro em São Paulo pode ser até 5,2% mais barato do que no Pará, por exemplo.

Por conta disso, sempre pesquise em outras cidades – ou até mesmo em outros estados – para garantir sempre o melhor preço.

Certifique-se de que o carro nunca foi danificado

Por mais que o carro aparente um perfeito estado, as vezes, o ele pode ter sido danificado em alguma colisão, o que provavelmente faz com que ele seja desvalorizado. Por isso, antes de fechar negócio, avalie bem todos os detalhes da pintura, de preferência durante o dia, quando a luz é melhor, e certifique-se que não há qualquer tipo de diferença de tonalidades.

Quando o carro sofre alguma colisão, ele precisa ser pintado novamente, normalmente a tonalidade varia um pouco, o que pode denunciar que o veículo já precisou ser consertado. Perceber esse pequeno detalhe pode te salvar de fazer uma compra ruim.

Avalie a condição geral do veículo

Mesmo que o veículo não tenha passado por uma colisão grave, algumas outras estruturas podem apresentar sinais de mal uso, como o motor, os bancos ou os pneus. Por isso, é essencial avaliar, em um contexto geral, as condições do carro. Esse cuidado evita que você precise gastar um valor além do esperado com consertos e materiais novos.  

Quer saber mais dicas de como realizar o sonho do carro próprio? Leia também:

Como comprar um carro sem dinheiro e sem entrada?

Como funciona um consórcio de carro?

Comments on Facebook