4 dicas para sair do aluguel e realizar o sonho da casa própria

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

consórcio de imóveis

Ter uma casa própria é o sonho de toda pessoa que já está cansada de pagar aluguel e deseja ter um cantinho para chamar de seu. Apesar de ser um desejo praticamente comum, muitas pessoas se desanimam ao ver os valores dos imóveis e não conseguem organizar as finanças pessoais.

Se ter um imóvel próprio também é uma vontade que você tem, veja algumas dicas para te ajudar a tornar esse sonho realidade!

Organize suas finanças em uma planilha

Deixar as finanças organizadas é o primeiro passo para todos aqueles que querem poupar dinheiro e adquirir a casa própria. Antes de começar a economizar, organize em uma planilha os seus gastos fixos, como aluguel, contas de luz e gás, compra de mantimentos, faturas do cartão de crédito e suas dívidas. Avalie de quanto é a sua renda mensal e veja quanto você conseguirá poupar mensalmente.

Caso você possua alguma dívida, a dica é quitá-la o mais rápido possível para fazer com que o seu salário renda mais. Faça um planejamento mensal e calcule em quanto tempo você conseguirá pagar esse débito. Lembre-se que é melhor ter o nome limpo para conseguir comprar uma casa, por isso, não desvie o foco e desfaça sua dívida o quanto antes.

Corte alguns gastos extras

Na sua planilha de finanças, não se esqueça de incluir os gastos extras que você tem, como jantares, viagens, compras de vestuário e outras despesas. Veja o quanto isso impacta o seu ganho mensal e corte luxos que você não precisa. Procure diminuir consideravelmente os gastos com roupas, por exemplo, e sempre que possível prefira comer em casa – ou em restaurantes mais em conta – para conseguir poupar mais e realizar, em um curto prazo, o sonho da casa própria.

Procure o imóvel ideal

Procurar o imóvel ou o terreno dos sonhos é uma das partes mais prazerosas da compra de uma casa. Comece definindo a localização ideal (pode ser um bairro ou uma região), selecione alguns detalhes que você não abre mão (como vaga de garagem, portaria 24 horas, quintal, etc) e, o mais importante: estabeleça um valor máximo, que caiba no seu bolso.

Não economize energia e tenha bastante paciência nesse momento. Lembre-se que pode demorar um pouco para você encontrar um imóvel que atenda às suas expectativas. Aproveite esse tempo para conhecer a sua nova vizinhança, pesquise em imobiliárias físicas e online, compare os preços e visite o máximo de apartamentos possível. Quando encontrar um imóvel que se encaixa nos seus requisitos, esteja atento às condições do local: avalie, por exemplo, se ele precisará de uma reforma ou de pintura.

Escolha a forma de pagamento

Comprar um apartamento à vista é uma realidade muito distante da maioria da população, por isso, a alternativa é parcelar o valor total, dividindo-o em diversas prestações que cabem no seu orçamento e não comprometerão sua renda. Basicamente, existem duas formas de fazer isso:

Financiamento

O financiamento ainda é uma das modalidades mais usadas para comprar uma casa. Nele, é necessário procurar uma instituição financiadora e dar uma entrada, que pode ser tanto o FGTS ou uma poupança feita pelo comprador. O restante do valor é financiado em mensalidades – que somam, além da quantia mensal, algumas taxas e juros.

Consórcio

O consórcio de imóveis é uma outra alternativa para se conseguir um imóvel. Nessa modalidade, não é necessário dar uma entrada, apenas pagar um valor fixo por mês (sem a incidência de juros). A carta de crédito, ou seja, o valor do bem que você escolheu, pode ser recebida ao final do período de pagamento ou depois de passados alguns meses de carência.

Não se esqueça dos demais gastos

Ao comprar um imóvel, o que mais pesa, de fato, é o valor total do bem. Porém, esse não é o único gasto que você terá. Não se esqueça de incluir no orçamento outros custos extras que você talvez tenha, como reformas, compras de móveis e valor do condomínio (no caso de apartamentos). Esses gastos devem ser contados para que você consiga se planejar e adquirir seu imóvel sem ser pego de surpresa.

Compartilhe

Sobre o Autor

Comments on Facebook